domingo, 16 de julho de 2017

D'um dia real

(Meu clique)
Na sua mão uma flor tinha
E nas dela, unhas mal pintadas,
Que por instantes detinham
Impulsos que mal se tocavam...

Essa flor que não aparece
Era um momento perfeito:
Para ela, novo sol resplandece;
E para ele, fixação em aspeitos...

Diziam que vence quem se atreve,
Já estavam em nova segurança,
Quando o pulsar se teve,
Nas mãos corriam possanças...

E o desejo que lhes tomava
Não era apenas brisa passageira.
Ao ouvir o que o coração mandava,
A noite chegava faceira...

Caminharam pela cidade,
Sem temer que novo dia viesse.
Pensavam que tal felicidade,
Nem a distância desfizesse!...

E assim acabou um dia real,
As dúvidas, já não eram
E o sorriso - prova cabal
De que outros dias consideram...


18 comentários:

  1. OI NADiNE

    mas que lindo *-*
    tai a prova de que a realidade pode sim ser poética, basta a gente dar uma chance a ela de ser *-*
    você é foda!

    beijo
    www.beinghellz.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Hellzinha!

      Haha, adorei o adjetivo!
      Muito obrigada!

      A realidade pode ser sim! Na realidade, a realidade é real (haha)... Defeitos e qualidades que nos tocam de algum modo!

      Boa semana!
      Beijos! =)

      Excluir
  2. Que esses dias prometam... Muito! :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ... Que assim seja!
      Boa semana, Carlos!

      Beijos! =)

      Excluir
  3. E então, naquela noite faceira,
    o que é que mais terá acontecido
    imagino, entretidos na brincadeira
    ele e ela não terão a adormecido?

    Tenha um bom dia de segunda-feira cara amiga poetisa Nadine, um beijo,
    Eduardo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahahaha
      Podemos dar chance a uma continuação... ao poema, claro!

      Boa semana, Edu!
      Beijos! =)

      Excluir
  4. Só sente quem vive, e vive quem imagina. Idealizações? Não, quando o vivido se funde com o concebido; quando o eu ecoa no acolá e retorna como o possível, o porvir!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uau!
      Ganhei um poema sobre/do/no meu poema!

      Gosto dessa dicotomia: o sentir e o viver!
      Qualquer outra colocação minha seria pequena perto de tantas ideias que couberam em poucas palavras escritas por ti!

      Beijos! =)

      Excluir
  5. Oi Nadine,
    A tua vida descortina aos amigos seus poemas inebriantes que provam que em nossa alma há o êxtase do que realmente é a vida. Vem sempre um Sol para o frio da ignorância.
    Adorei poetisa.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dorli!

      Nossa, que lindo!
      Muito obrigada!

      Saiba que eu me senti aquecida com palavras tão doces!

      Boa semana!
      Beijos! =)

      Excluir
  6. Cara amiga Nadine, eis um belo momento lírico!
    Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas uma linda semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dilmar!

      Ah, muito obrigada!

      Linda semana a ti!
      Beijos! =)

      Excluir
  7. Oi Nadine,
    Doce é você que vai procurar dentro da sua alma palavras emotivas para nos impressionar pela beleza de sentimentos contidos na sua alma.
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dorli!

      Nhá! Quanta inspiração!
      Escrevo o que minha alma chora...

      Beijos! =)

      Excluir
  8. Uma história em poema. Muito belo. Cheguei a temer que acabasse mal...
    Uma boa semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. De que o próximo dia
    Se tenha um olhar de poesia
    Para deixar a vida mais bonita
    Como a tua linda escrita.

    Adorei a postagem.

    Uma boa semana.
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Aline!

      Uau, que lindo!
      Muito obrigada!

      Beijos! =)

      Excluir

... Falta a sua pitada!...